1.º Concerto Solidário pelas Gerações Autónomas

No dia 17 de maio de 2018 realizou-se o 1.º Concerto Solidário pelas Gerações Autónomas no Auditório Sra. da Boa Nova no Estoril.

Foi uma noite mágica em todos os sentidos, onde se juntaram artistas de grande coração e talento alinhados em palco por uma mesma causa: a vida autónoma, feliz e realizada de tantos jovens com défice cognitivo ligeiro mas cheios de capacidades e que tanta gente ainda desconhece.

Antes do concerto tivemos a oportunidade de dar a conhecer ao vivo o nosso projeto-piloto, que replicámos no bar do Auditório e onde alguns destes jovens e o fantástico público presente experienciaram este conceito de autonomia que queremos implementar.

Este projeto-piloto, que estamos a promover em parceria com outras instituições (BIPP, Semear, DejaLu, APPT21 e Diferenças – Centro de Desenvolvimento), é um programa 360º com o objetivo de criar oportunidades de formação, de aprendizagem, de desenvolvimento e de empregabilidade destes jovens, num espaço central da vila ou da cidade e bem perto de todos nós.

Contámos ainda com a presença de alguns stands que aproveitaram este momento para também eles apresentarem os respetivos projetos: Livro e blog Tomás my Special Baby, o livro Miguel & Sinatra, as malas feitas de capulanas africanas da Matiti Bag, os livros já lidos da DejaLu, o BIPP e o projeto Semear.

O cartaz reuniu a presença incomparável de Tozé Brito com as suas letras intemporais, Peu Madureira no fado, Isabel Novella que trouxe o calor africano para o palco, Mimi Froes que interpretou “Imagine” dos Beatles, duas surpresas maravilhosas, Tiago Bettencourt e João Pedro Pais aos quais não podemos deixar de agradecer. Contámos ainda com Pedro Vaz, músico, produtor e compositor que, por esta causa, compôs o hino da Associação VilacomVida, cantado pela voz de Carolina Leite e cuja letra é sua. Agradecemos também a Jaime Santiago, também ele ligado a causas sociais e ao Martim Simões de Almeida com a sua jovialidade e carisma em palco. Terminamos a noite com Miguel Ângelo, que dispensa apresentações, e que cantou a “Baía de Cascais” e “Um lugar ao sol”, que tanto precisam estas futuras gerações autónomas.

Muito obrigada a todos os que incondicionalmente nos deram a mão: à Laurinda Alves que abraçou esta causa, às instituições que nos ajudaram a tornar este evento possível, aos amigos, aos conhecidos e aos que não conhecíamos e que passámos a conhecer, aos que não víamos há muito mas que logo se prontificaram a ajudar, acima de qualquer expectativa, tal qual o são as nossas Gerações Autónomas.

Veja a galeria de fotos, saiba todos os detalhes sobre o 1.º Concerto Solidário pelas Gerações Autónomas.

No comments
wb_gestao1.º Concerto Solidário pelas Gerações Autónomas