ESTIVEMOS JUNTOS PELAS GERAÇÕES AUTÓNOMAS

Foi uma noite mágica em todos os sentidos! Artistas de grande coração e talento, outras instituições, amigos e famílias, estiveram juntos pelas Gerações Autónomas, pela autonomia, pela vida feliz e realizada destes jovens com perturbação ligeira do desenvolvimento intelectual (PLDI) onde se inclui a trissomia 21, as perturbações do espectro do autismo, entre outras. Elas podem escolher um caminho de autonomia, realizando-se enquanto seres humanos na sua diferença.

VIVEMOS A 1.ª EXPERIÊNCIA DO NOSSO PROJETO PILOTO

Antes do concerto tivemos a oportunidade de dar a conhecer presencialmente o nosso projeto piloto, o Café-escola, que replicámos no bar do Auditório da Sra. da Boa Nova e onde alguns jovens com défice cognitivo ligeiro e o fantástico público presente, puderam experienciar e fazer parte deste conceito de autonomia que queremos implementar.

Também em palco, replicámos este conceito, num cenário que envolveu o público e onde Laurinda Alves e e Filipa Pinto Coelho, Presidente da Associação VilacomVida, apresentaram não só os artistas convidados mas também o projeto da Associação, num ambiente informal, como se fosse uma conversa de café.

Este projeto-piloto, que estamos a promover em parceria com outras instituições (Semear, BIPP, DejaLu, APPT21 e Diferenças – Centro de Desenvolvimento), é um programa 360º com o objetivo de criar oportunidades de formação, de aprendizagem, de desenvolvimento e de empregabilidade destes jovens, num espaço central da vila ou da cidade e bem perto de todos nós.

CARTAZ QUE DISPENSA APRESENTAÇÕES

No cartaz tivemos Tozé Brito com as suas letras intemporais, Peu Madureira no fado, Isabel Novella que trouxe o calor africano para o palco, Mimi Froes que interpretou “Imagine” dos Beatles, duas surpresas maravilhosas, Tiago Bettencourt e João Pedro Pais aos quais não podemos deixar de agradecer.

Contámos ainda com a presença de Pedro Vaz, músico, produtor e compositor que, por esta causa, compôs o hino da Associação VilacomVida, cantado pela voz de Carolina Leite e cuja letra é um original seu.

Agradecemos também a Jaime Santiago também ele ligado a causas sociais e ao Martim Simões de Almeida com a sua jovialidade e carisma em palco.

Terminamos a noite com Miguel Ângelo, que cantou a “Baía de Cascais” e “Um lugar ao sol”, que tanto precisam estas futuras gerações autónomas.

OS MELHORES MOMENTOS DA NOITE

AJUDE-NOS A ABRIR O PRIMEIRO CAFÉ

BEBA UM CAFÉ DIFERENTE E VIVA ESTA EXPERIÊNCIA CONNOSCO

TEMOS MENUS VIRTUAIS PARA QUEM QUER AJUDAR. FAÇA O SEU DONATIVO.

Fazer donativo

AGRADECIMENTOS

Muito obrigada a todos os que incondicionalmente nos deram a mão, à Laurinda Alves que abraçou esta causa, às instituições que nos ajudaram a tornar este evento possível, aos amigos, aos conhecidos e aos que não conhecíamos e que passámos a conhecer, aos que não sabíamos que eram tanto amigos, aos que não víamos há muito mas que logo se prontificaram a ajudar.

Acima de qualquer expectativa. Tal qual o são as nossas Gerações Autónomas!

Vamos beber café?

wb_gestaoConcerto Solidário